sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Em apenas um minuto tudo pode mudar... ruir ou evoluir?

Eu já tinha dado meu blog como morto. Eu pensava que não iria mais precisar dele para desabafar minhas desventuras. Ah, como estava enganada. É tão engraçado como o mundo funciona, nessa mesma época um ano atrás, eu estava mal, chorando e triste... Nunca me passou pela cabeça que depois de um ano, eu chegaria na estaca zero. 2011 foi um ano incrível para mim, passei por coisas ótimas, achei que não iria mais sofrer, me considerava segura e protegida. Porém, alguns dias atrás, meu namorado acabou comigo ^^"
Pronto, estou em uma situação horrível, tentando me concentrar nas malditas provas de fim de ano...
Tenho vários amigos me apoiando e tentando me levantar, ou fazer a história voltar a ser o que era. Mas eu já estou aceitando ser esse o fim do capitulo. Hora de começar outra saga?
Isso é um resumo do resumo do que me fez voltar ao blog,





quinta-feira, 15 de setembro de 2011


Coração amaldiçoado

Aqui estou sozinha,
Minhas asas mal me suportando,
Jamais serei a rainha,
Meus olhos em lágrimas transbordando...

Apertando contra o peito essa fraca luz,
Para meu interior de trevas me conduz,
As asas sangue se tornam,
Para o precipício os sonhos retornam.

Nem sequer tenho reflexo,
E em seu olhar quis me encontrar,
Pesadelo complexo...
Meu mutilado coração começa a sangrar.

Envenenada nessa maldição,
Condenada á essa solidão,
Machucada, esquecida,
Pelo sentimento que move minha vida.

Esse é BEEEEM antigo. Criei em um momento de crise (novidade), mas em breve eu posto os fofinhos. Sim, por incrivel que pareça, eu consegui escrever algo fofo D: 

Boneca de Porcelana
Sua vida é uma ilusão,
Sussurrando uma canção.
Onde ela é a princesa,
Sem haver soluços de tristeza.

Deixe ela, a boneca, fazer de conta,
Brincar nesse surreal castelo,
Um reino que sua cabecinha monta,
Da qual seu coração não é flagelo.

Face fria de porcelana,
Olhos de vidro opaco,
Um tom melancólico e fraco,
Se definhando semana a semana.


Bom, faz tempo que não atualizo o blog ( coloca tempo nisso O_O). Trago então, para recomeçar, este poema que fiz  uns tempos atrás.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011


Razão Oculta

Circulando ao vento,
De braços abertos rodando,
Inventando um passatempo,
Para não passar minhas noites chorando.

Fingindo ser a rainha da razão,
Escondendo a tristeza em um sorriso,
Mal podendo aguentar o peso do coração,
Despencando de joelhos no frio piso.

Sou algo que não entendo,
Uma coisa que acabei sendo,
Sem saber o por que de chorar,
Quero meus motivos encontrar.



Bom, perdão pela demora de postar algo novo ^^
Normalmente eu só escrevo quando estou deprimida, e ultimamente anda meio dificil ficar triste XD